Image by Adrien Olichon
Image by Jace & Afsoon
Image by Jurriaan
Image by Robin Ooode

Um dos países que tem despertado especial interesse nos alunos Portugueses, especialmente nesta época pós-Brexit são os Países Baixos.

Devido à grande qualidade de cursos que apresentam, oferecem a possibilidade de te poderes desafiar num país culturalmente diferente do nosso, com uma identidade muito própria e com excelentes condições no que respeita ao ensino superior.

Este destino encontra-se no top 10 do ranking universitas 21, o qual avalia a qualidade do sistemas de ensino superior.

Existem 12 universidades universidades holandesas que integram o top 250 do QS Ranking.

Estas duas fontes garantem-nos uma qualidade ímpar na oferta educativa que a Holanda ou os Países Baixos nos oferecem.

Entre licenciaturas e mestrados, são cerca de 2000 programas em Inglês que terás à tua disposição.

Um fator a ter em conta será o facto das propinas serem muito acessíveis, quando comparadas com destinos como o Reino Unido, por exemplo. Um aluno português que frequente o ensino superior pela primeira vez paga metade da propina holandesa, ou seja, metade de 2168 €. Este ano, por ser ano de pandemia, o governo deste país concordou em diminuir este valor (de 1º ano) para 582 €.

O que posso estudar?

​Visita o website Study in Holland para teres acesso ao elevado número de cursos, entre licenciaturas e mestrados, que terás à tua disposição.

 

Onde posso estudar?

​Existem dois grandes grupos de instituições de ensino superior: as research universities e as universities of applied sciences. As primeiras apostam num ensino mais denso, mais teórico e com um forte reconhecimento académico; por sua vez, as segundas apresentam um ensino mais prático, mais problem based learning, mais exploratório e menos teórico. Ou seja o foco será menos académico e mais centrado no mercado de trabalho. Normalmente, um curso obtido numa university of applied sciences pode durar 4 anos e englobar um ano de estágio.

Quais os requisitos académicos que terei de apresentar?

No caso de licenciaturas, os requisitos académicos variam em função do tipo de universidade e do curso ao qual desejas candidatar-te. E, neste âmbito, há dois tipos distintos de processo de candidatura: as candidaturas com selection procedure; e as candidaturas de study choice.

 

- As primeiras englobam áreas que tradicionalmente têm uma forte procura (medicina, psicologia e international relations); os processos são exigentes uma vez que os alunos poderão ter de fazer testes ou exercícios das universidades ou participar em dinâmicas de grupo ou entrevistas individuais; algumas candidaturas, como as de medicina, exigem provas nacionais holandesas (realizadas em inglês).

- Implicam o envio de informação quantitativa (notas da escola, nomeadamente dos 10º e 11º anos; e, quando concluído, do 12º ano e exames nacionais portugueses, frequentemente) e uma carta de motivação desconstruída em função da instituição à qual vamos concorrer.

No caso de mestrados, os processos são exigentes e pressupõem uma componente quantitativa importante (idealmente, uma média mínima de licenciatura de 14 ou 15) e um excelente nível de inglês. A experiência profissional será sempre uma mais-valia.

 

E os requisitos de Inglês, existem?

Sim, terás sempre de fazer um teste oficial de Inglês (IELTS, TOEFL ou Cambridge). No caso do IELTS, o exame mais frequentemente realizado, terás de obter entre 6.0 e 7.5, dependendo do tipo de curso.

Até quando me posso candidatar?

​Licenciaturas de selection procedure:

Prazo de candidatura - 15 de Janeiro

Licenciaturas de study choice:

Prazos variáveis (desde Fevereiro a Agosto)

Mestrados:

Prazos variam entre 15 de Janeiro a 1 de Maio, normalmente.

 

Terás de ter em conta que o processo de candidatura a licenciaturas nos Países Baixos deve começar cedo, a partir de Outubro, e que irá implicar um elevado grau de interação entre student counsellor e candidato. Há deadlines intermédias que variam de acordo com o curso, com a faculdade e com a universidade. Há informação a pedir à tua escola e a qual terá de ser traduzida e certificada a tempo e horas.

E os exames nacionais portugueses são assim tão importantes?

No caso dos Países Baixos, para alunos que se candidatem a determinado tipo de cursos, sim, sem dúvida. Os alunos Portugueses terão de confirmar que são elegíveis para ser aceites no ensino superior holandês a partir da sua própria condição de elegibilidade para frequentar o ensino superior Português.

 

O que podemos fazer por ti:

  • Teste de aptidão de perfil.

  • Pesquisa do curso e da universidade que mais se adequa aos teus objetivos.

  • Processamento e acompanhamento das candidaturas aos cursos e instituições de ensino

  • superior selecionadas.

  • Reuniões de acompanhamento.

  • Revisão de documentos e preparação de traduções e certificações oficiais da

  • documentação necessária ao processo de candidatura.

  • Agilização do portefólio e da documentação extra.

  • Preparação de entrevistas.

  • Diagnóstico de nível de inglês.

  • Reuniões informativas, individuais ou de grupo, de preparação de partida para o destino

  • selecionado.

  • Orientação na escolha do alojamento, sempre que aplicável.​​

A primeira pergunta que deves colocar a ti mesmo é:

O que é que eu desejo estudar e o que é que posso lucrar em estudar nos Países Baixos?

Vou, verdadeiramente, para um país que seja um plus na minha formação internacional?

Agenda uma reunião zoom gratuita e esclarece todas as tuas questões!

ESTUDAR NOS PAÍSES BAIXOS